quarta-feira, 31 de julho de 2013

Ofícios do Ministério Público às Prefeituras de Búzios e Cabo Frio.






Proposta da SEME em resposta à nossa solicitação:



Documento aprovado pela assembleia enviado à Câmara dos Vereadores para alteração da lei complementar 12 que trata de nossa carga horária:




O relógio voltou a contar!

Quinta-feira, 01/08/13 reiniciam os trabalhos na Câmara de Vereadores em Cabo Frio. 

Nosso relógio volta a contagem para o pedido de audiência pública solicitado antes do recesso.

Temos muitas questões a serem tratados relacionadas à Educação:
Carga horária (reserva de 1/3 e regulamentação), Concurso Público, Reforma emergencial de algumas escolas, Equiparação salarial dos concursados e contratados e Inspetores de alunos/ auxiliares de Classe de acordo com a formação, Reajuste de abril não concedido, Devolução dos valores descontados indevidamente dos servidores pelo IBASCAF, Remoção/remanejamento, assédio moral...

Fiquemos atentos e estejamos TODOS à sessão da próxima terça-feira, 06/08/13 para cobrar de nossos vereadores que estejam ao lado da categoria em nossas reivindicações!

Prestação de contas - Balancete


segunda-feira, 29 de julho de 2013

Prestação de contas das licenças sindicais

Foi deliberado na assembleia municipal de Cabo Frio feita no final de maio que as diretoras do Sepe que possuem licenças sindicais do município deveriam prestar contas das mesmas. A ideia de usar o blog para dar transparência, para facilitar o acesso a essas informações é nova, mas os servidores podiam fazer isso indo ao sindicato. O SEPE TRABALHA PARA A CATEGORIA, compareça aos atos, informe ao seu sindicato o que você quer que o mesmo faça.

Mês: Junho

Coordenadora Denise Teixeira: plantões no Sepe, ida à Seme com filiada, Conae Livre (Tamoios), Conae Cabo Frio, idas à Câmara de Arraial do Cabo, reunião mensal de direção, idas à Arraial do Cabo, Fórum do Plano de Cargo de Arraial, discussões do plano de cargos de Arraial do Cabo, ida às escolas, ida ao Rio de Janeiro (rede estadual-julgamento do Conexão), Conae de Arraial, ida à Câmara de Cabo Frio, reunião de direção extraordinária, assembleia municipal de Cabo Frio, entrega de ofícios, assembleia no 2º distrito de Cabo Frio, ida ao Ibascaf e participação em atos de Movimentos Populares.

Diretora Nancy Belo: Idas ao Rio de Janeiro (Rede estadual: Alerj), plantões no Sepe, reunião mensal de direção, ida às escolas, ida a Arraial do Cabo, reunião de direção extraordinária, assembleia municipal de Cabo Frio, reunião do Coletivo de Funcionários no Sepe Central, reunião do Conselho de Saúde de Cabo Frio (conselheira pelo Sepe Lagos), assembleia no 2º distrito de Cabo Frio e participação em atos de Movimentos Populares.

Diretora Monica Almeida: plantões no Sepe, reuniões semanais do CAE  de Cabo Frio (Conselho de Alimentação Escolar-conselheira pelo Sepe Lagos), ida à Seme (reunião com a secretária de educação-foi cancelada na hora marcada) ida ao Rio de Janeiro (assembleia da rede estadual), reunião de direção extraordinária, plantão no Colégio Estadual Ismar Gomes, assembleia municipal de Cabo Frio, plantão no Colégio Estadual Miguel Couto, assembleia estadual regional (no Sepe Lagos), ida ao Ministério Público Federal, assembleia de São Pedro, ida à manifestação dos estudantes, evento do CME (Conselho Municipal de Educação) no Teatro Municipal de Cabo Frio (convite feito ao CAE).

terça-feira, 23 de julho de 2013

Atenção! Conselho Estadual de Educação retira de pauta a proposta de Risolia


Acaba de ser retirada de pauta do Conselho Estadual de Educação a proposta do governo Risolia de redução em 20% de aulas presenciais. O sepe demonstrou que a medida causa sérios prejuízos aos alunos e só servirá para que o governo economize e reduza o número de profissionais da rede. Na próxima terça-feira as propostas para resolver o problema da carência de professores será apresentada pelo sindicato. Propostas como a abertura de concurso público e aumento salarial para que não haja evasão em função dos baixos salários, além, é claro do aumento de investimento no setor, serão apontadas como a solução da carência de profissionais.


segunda-feira, 15 de julho de 2013


Lutas e conquistas: Sepe faz 36 anos nesta terça-feira

Amanhã, dia 16 de julho, o Sepe comemora mais um aniversário, o de número 36. O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação se legitimou no dia-a-dia das lutas travadas pelos educadores do Rio de Janeiro. Muitas lutas ficaram marcadas em nossa memória:

Lutas
O ano de 1979 foi um marco na história do Sepe, quando conseguiu conquistar um piso salarial equivalente a cinco salários mínimos, numa greve considerada histórica para o movimento. Nesse período, o governador Chagas Freitas mandou fechar a entidade, mas não conseguiu calar nossa voz nem frear nossa ação.


Em 1986, novo marco na luta do sindicato. Em greve, 25 mil professores, no Maracanãzinho, conquistaram um plano de carreira que regulamentava o enquadramento por formação, progressão e controle, pela categoria, da aplicabilidade do plano. Em razão da exclusão dos aposentados nesse plano, surgiu a primeira comissão de aposentados do Sepe que, junto à direção do sindicato, ampliou a luta e conseguiu, em 1987, a almejada paridade.


Em 1987, depois de várias discussões em anos anteriores, A partir de cinco de outubro de 1988, com a nova Constituição Federal, os funcionários públicos passaram a ter direito à sindicalização.O então ainda Cepe realiza, em dezembro de 1988, sua primeira Conferência de Educação, aprovando, a partir desta data, chamar-se Sepe – sindicato Estadual dos Profissionais de Educação, decisão esta referendada no IV Congresso, em 1989. Hoje, possui todos os documentos necessários ao reconhecimento do seu caráter sindical.


As lutas não param, continuamos nos mobilizando pela melhoria da educação em nosso estado. 


Link da notícia

SEEDUC propõe redução de aula presencial para os alunos da rede no CEE

Aproveitando uma brecha da LDB, que apresenta uma possibilidade de ensino não presencial para os estudantes nas graduações, o secretário de Educação Wilson Risolia encaminhou um projeto de Resolução para ser aprovado no Conselho Estadual de Educação, reduzindo em 20% a frequência presencial para os estudantes da rede estadual. Ainda segundo a Resolução, os alunos assistiriam as aulas da grade, de segunda a quinta, e na sexta-feira ficariam liberados, frequentando as bibliotecas.

A mensagem encontrou resistência no próprio Conselho, que marcou para amanhã uma audiência pública.

A direção do sindicato procurou a Comissão de Educação e conversou com a assessoria do deputado Conte Bittencourt, que nos passou os detalhes da Resolução que, apesar de ser pública, não teve divulgação. O deputado, presidente da comissão, alerta que, se tal matéria for aprovada, irá questioná-la na justiça.

Parece que o secretário de Educação, Sr. Wilson Risolia, não sentiu o clima das ruas do país e tampouco do Estado, onde já são rotina manifestações exigindo a saída do governador. Demonstra com essa medida não só a falta de sensibilidade como total descompromisso com a educação pública de qualidade neste Estado. 


Não podemos permitir mais esse ataque, pois, com essa medida, o governo Cabral estará economizando dinheiro na contratação de mais professores e subtraindo o direito da nossa juventude de ter acesso a uma educação pública de qualidade. Sem falar no que nos parece um deboche, pois gostaríamos de saber onde estão as bibliotecas e os bibliotecários, que abandonaram a rede por causa dos péssimos salários pagos pelo Estado!

Queremos uma escola padrão FIFA". Com essa frase, a população registrou a sua insatisfação com a educação pública brasileira e o desvio das verbas públicas que não chegam às escolas, mas nos parece que o governador Cabral e o secretário Risolia teimam em não ouvir as ruas.

Todos à audiência pública de amanhã, a partir das 9 horas na Av. Erasmo Braga, 118, Centro.

Vamos exigir a revogação dessa resolução!

Link da notícia

sábado, 6 de julho de 2013

O SEPE Lagos convoca Paralisação!

O SEPE Lagos aprovou a adesão ao dia 11 de julho como Dia de Paralisação.
Estaremos na luta com ato público na Praça Porto Rocha a partir das 15:30.
Antes, às 13:30h faremos uma discussão sobre a proposta de matriz curricular a ser encaminhada ao Conselho Municipal de Educação de Cabo Frio. O local para esta discussão ainda será divulgado, mas será no Centro de Cabo Frio, bem próximo à Praça Porto Rocha.
Nossa Pauta de reivindicações que será protocolada na Prefeitura terá entre outros itens: A questão da carga horária do docente, o reajuste salarial de abril, a equiparação dos salários de auxiliares de classe e inspetores de aluno a formação escolar, a questão das estruturas físicas das escolas e o fim dos aluguéis, a chamada de concurso.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

DELIBEAÇÕES DA ASSEMBLEIA DA REDE ESTADUAL


Assembleia unificada deliberou que profissionais irão participar da greve geral no dia 11 de julho
 

A assembleia unificada das redes estadual e
 municipal de educação do Rio de Janeiro
 realizada nesta quinta-feira (dia 27 de junho)
 decidiu pela participação dos profissionais das
 redes estadual e municipais na greve geral de
 11 de julho convocada pelas centrais sindicais
e em todas as atividades e atos programados
pelas entidades representativas dos
 trabalhadores neste dia.

A decisão foi tomada em  assembleia realizada 
 da ACM, que contou com a participação de
mais de 500 profissionais de educação das redes estadual e municipal que  fizeram uma paralisação de
 24 horas para marcar o Dia Nacional de Luta pelas reivindicações dos trabalhadores. Na assembleia,
foi realizado um minuto de silêncio contra a violência da PM na comunidade da favela Nova Holanda,
 que resultou em 9 mortes.

Depois da assembleia, a categoria se juntou à passeata que reuniu milhares de trabalhadores e saiu da
 Candelária até a Cinelândia, passando depois pela sede da Fetranspor (Federação das Empresas de
Transporte) e depois se dirigiu para as escadarias da Alerj para protestar e exigir que os governos
 estadual, federal e municipais atendam as reivindicações dos trabalhadores.

Também no dia 11 de julho ocorrerá uma assembleia unificada da categoria em local e horário a serem
 confirmados pela direção do Sepe.