quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016




Sol quente não inibe presença e apoio dos pais

Uma nova reunião foi realizada no dia 19/02 para atender os moradores que residem próximos à Escola Municipal Achilles Barreto. Infelizmente, os pais e responsáveis de alunos ficaram do lado de fora da instituição, uma vez que a Secretaria de Educação proibiu a entrada deles e dos profissionais da educação (da mesma forma que aconteceu ontem nas escolas Evaldo Salles e São Cristóvão), que foram esclarecer o porquê da greve da categoria.
Os pais se mostraram solidários à categoria, criticaram a postura do governo e afirmaram que estarão juntos na luta por uma educação pública municipal de qualidade.
A reunião ocorreu na rua ao lado da escola - único lugar que tinha uma sombra – onde o termômetro marcava 36 graus e sensação térmica de 47. Todos – pais, alunos e profissionais – enfrentaram um calor quase que insuportável, sem água, vítimas de um governo desumano.


‪#‎SepeLagos‬












Nenhum comentário:

Postar um comentário