sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Você pode acreditar na palavra do governo quando diz que o pagamento da educação está em dia; Ou nos profissionais da educação que dizem que além dos salários atrasados, estão também sem vale transporte, assistência médica e aposentadoria após décadas de trabalho.

Você pode acreditar no demonstrativo do Banco do Brasil, que diz que, somente no mês de janeiro de 2016, Cabo Frio recebeu cerca de 11 milhões de reais para gastar exclusivamente com a educação, sem contar com os outros repasses. Ou pode acreditar na palavra do governo, que paga outras categorias, mas diz que não tem dinheiro para pagar a educação.

Você pode acreditar quando o governo diz que pensa nos alunos. Ou pode lembrar que a merenda é precária, que algumas escolas estão sucateadas e que no ano passado muitas tiveram que pedir doação aos pais, realizar eventos, para conseguir comprar material básico, inclusive papel higiênico.

Você pode querer que a greve acabe. Eu também quero isso! Só quero meus direitos respeitados!

A questão é: quem você acha que deve ser pressionado para acabar com a greve: os profissionais da educação ou governo?

A escolha é sua!
Agora pergunto: Você trabalharia sem salário? ‪#‎SepeLagos‬

Nenhum comentário:

Postar um comentário