sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

O SEPE agradece o apoio de toda população e convida à luta. Amanhã (23), o movimento organiza diversas atividades em frente à Prefeitura Municipal para dar continuidade ao ato do acampamento montado em frente ao prédio do Poder Executivo. Serão diversas atividades como capoeira, artesanato, samba e muito mais. E durante todo o período haverá uma série de atividades para as crianças, como pinturas e brincadeiras.
Convite toda a família e participe. Unidos na luta em prol da Educação. Confira a programação na imagem abaixo.


A ocupação continua!


O SEPE permanece na luta acampado em frente à sede da Prefeitura Municipal. Nem mesmo o mal tempo abalou o movimento que ganha cada vez mais apoio da população. Por isso, o sindicato realiza um pequeno sebo e convida toda a população para participar da compra e venda de livros antigos. Quem tem livros guardados em casa pode oferecer ao SEPE e participar dessa campanha, já que todo o dinheiro arrecadado com a venda do material será para ajudar aos professores da rede. 


















SepeLagos mostra garra e continua com acampamento

Depois de todo o desgaste de hoje provocado pelo Chefe do Executivo - impedimento da entrada de alimentos e água para os profissionais da educação e corte de luz - a categoria decidiu, no final da tarde, ficar na escadaria da prefeitura, do lado de fora, com o intuito de evitar novos transtornos e aproximar mais os servidores da população.

Quando já estavam do lado de fora, os profissionais receberam a intimação do oficial de justiça, determinando a desocupação do prédio público. Entretanto, isso já tinha ocorrido. Alguns funcionários da procuradoria da prefeitura queriam impedir a permanência da categoria próximo da prefeitura, distorcendo a determinação judicial, uma vez que a praça é pública.
Os profissionais da educação decidiram continuar com o acampamento na praça, respeitando a justiça - coisa que o governo não faz - e garantindo o direito constitucional de manifestar em prol do cumprimento dos seus direitos.
A luta é árdua, mas a categoria é forte e só sairá da frente da prefeitura quando o prefeito pagar o salário de todos os funcionários da educação referente à dezembro, o 13o e 1/3 de férias.
Vamos avançar na luta!
SepeLagos







quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

O último suspiro 

Todos sabem que a Educação é o alicerce de todo cidadão. Através dela surgem todos os profissionais: médicos, engenheiros, psicólogos, jornalistas... E tantos outros! Mas, apesar disso, vemos o tamanho descaso da prefeitura de Cabo Frio com a classe.

Desde o dia 8 de dezembro do ano passado em greve, a categoria luta por direitos de qualquer servidor: salário e 13º.

A categoria venceu na justiça, mas o prefeito não respeitou o prazo, infelizmente. Os falsos informes sobre pagamento revoltam ainda mais os profissionais que já acumulam dívidas enormes. Alguns já estão sem ter o que comer e, por isso, é necessário o recolhimento de alimentos nas manifestações.

Hoje, no final da tarde, os profissionais da educação ocuparam o prédio da prefeitura. Uma atitude extrema, uma vez que já fizeram de tudo para que o governo tivesse o mínimo de respeito com a categoria. O ano letivo de 2015 não foi fechado. Não estão sendo feitas novas matrículas e nem mesmo isso sensibilizou o Chefe do Executivo. Essa atitude mostra que a administração pública não existe para o cidadão.

A ocupação com certeza não será o último suspiro da educação, pois a categoria é forte. Entretanto, pode ser a última chance do governo agir com dignidade!

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Nem a chuva desanimou os profissionais da educação de Cabo Frio. Na tarde desta quarta-feira (20) realizaram um pedágio em frente à prefeitura. Os servidores amarraram fitas pretas nos carros em forma de protesto.

A categoria, em greve desde o dia 8 de dezembro, está em luto. Toda população se mostrou favorável à causa e compreendeu a necessidade do ato.  Confira algumas fotos da manifestação:









URGENTE!

Educação ocupa agora o prédio da Prefeitura Municipal de Cabo Frio e planeja desocupar somente após negociação com o Governo. Vejam as fotos do início do movimento:





Categoria decide pela continuidade da greve

Os profissionais da educação de Cabo Frio aprovaram, por unanimidade, a continuação da greve da categoria, que começou no dia 8 de dezembro de 2015. A categoria continuará em greve até que o governo pague todos os direitos dos servidores.

Deliberações da assembleia:
- proposta de bloqueio dos bens pessoais do prefeito e das contas da prefeitura, até que o Chefe do Executivo cumpra todos os pagamentos;
- protocolaço e pedágio em frente à prefeitura, às 14h, nesta quarta-feira, dia 20;
- pedágio em frente ao Econômico do Centro, às 14h, quinta-feira, dia 21;
- convocação dos pais dos alunos;
- assembleia dia 25, segunda-feira, com local e hora a serem definidos.

Vamos avançar na luta!
SepeLagos




segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Assembleia cria Comitê Gestor dos recursos do Fundeb

Cabo Frio: Greve continua!

O prefeito de Cabo Frio desafiou os profissionais da Educação e, com certeza será surpreendido com o resultado: a assembleia da categoria criou e elegeu o comitê gestor dos recursos do Fundeb, que tem como principal objetivo administrar com o Chefe do Executivo a folha da Educação. O comitê é formado pelos educadores: Denise Teixeira, Palmira, Denize Alvarenga, Deilton e Rafael Peçanha. A equipe começa a atuar na terça-feira, dia 12, quando será votada pela Câmara Municipal a Lei Orçamentária para este ano.
- Temos que fiscalizar que verba foi destinada para a Educação e como será aplicada. Na ocasião vamos reivindicar o voto nominal dos vereadores, até porque também deve ser apreciada a mensagem que autoriza o Executivo a usar a verba do Instituto de Previdência (Ibascaf). Vamos continuar lutando pelos nossos direitos! A categoria decidiu pela continuidade da greve até que todos os profissionais recebam seus salários e o 13º, pois não aceitamos esse parcelamento absurdo, onde muitos ainda estão recebendo a parcela com o valor errado – explicou Denise Teixeira, diretora de imprensa do SepeLagos.
As deliberações da assembleia foram as seguintes:
- ato e acompanhamento da sessão do dia 12, terça-feira, na Câmara Municipal, a partir das 9h;
- solicitação oficial do extrato do Ibascaf;
- criação do comitê gestor dos recursos do Fundeb;
- assembleia dia 19, terça-feira, às 18h, no Colégio Edilson Duarte.

A luta continua!

Participe!

SepeLagos














Estivemos na Câmara Municipal de Cabo Frio hoje, às 10h, e mais uma vez não teve sessão. 
É bom lembrar que, até o momento, não foi votada a Lei Orçamentária deste ano. Estamos atentos e vamos informar através do Facebook e do nosso Blog caso ocorra sessão extraordinária ou ordinária.

Sepe Lagos


segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

A decepção de uma classe

Cabo Frio vive um desgoverno total: falta educação, saúde e tantas outras coisas que deveriam ser prioridade de qualquer Chefe do Executivo, uma vez que são básicas e primordiais para o desenvolvimento do cidadão como um todo.
Desde que a Educação entrou em greve, em nenhum momento, o prefeito chamou a categoria para fazer uma negociação, muito pelo contrário. E o que os profissionais da Educação estão exigindo? Seus direitos! Pagamento do salário e do 13º de todos os profissionais da categoria.
As ruas foram tomadas por manifestações pacíficas – tirando apenas o episódio de ocupação da Secretaria da Fazenda, onde quatro professoras foram agredidas por quadro guardas, sendo necessária a intervenção da polícia e registro de ocorrência – que receberam a adesão popular.
Entramos com duas liminares na justiça e, uma delas foi suspensa, provisoriamente pelo presidente do TJ, alegando o princípio da isonomia. Porém, o próprio governo derruba isso quando paga integralmente a guarda municipal e a Consercaf. E os educadores?
Hoje encaminhamos mais um ofício solicitando abertura de negociação, pois a educação tem verba própria e só retornaremos após o pagamento integral do décimo terceiro e um calendário fixo para o pagamento. 
Aguardamos um posicionamento do Executivo e o encerramento do ano letivo depende única e exclusivamente da atitude do prefeito.
Esperamos que, desta vez, a categoria tenha uma resposta positiva. O prefeito sabe que queremos repor os conteúdos e fechar o ano letivo. Entretanto, até agora, a única preocupação foi com os fogos. Realmente os turistas adoraram e festejaram. Infelizmente, muitos profissionais choraram, sem ter uma ceia digna para oferecer à família. 

SepeLagos